Meus amigos

Dicas para fazer sua mesada render

Todo mês, aquele dinheiro que seus pais liberam para você mal dá para passar a primeira semana. É só dar uma passeada no shopping mais perto que sua mesada vai toda naquela blusinha maravilhosa. Já que o aumento tão esperado não vem, o jeito é começar a organizar melhor suas finanças. 
"É preciso que o jovem automatize o processo de controle de sua mesada. Uma dica é separar o dinheiro em envelopes para cada tipo de consumo, como baladas, comidas e lazer", orienta o consultor financeiro Gustavo Cerbasi. Ele explica ainda que separar 10% do valor da mesada para compras pontuais é o mais indicado. "O jovem não pode estimar que sua mesada vá ser usada na medida exata".

A estudante Camila Fernanda Batista Moura, 13 anos, de Mogi das Cruzes - São Paulo, conta que seus R$ 30 mensais não dão para quase nada. "Eu acho que ganho um valor razoável, mas os preços no shopping são muito caros. Se eu compro uma blusa, o dinheiro já vai todo embora", comenta.

Já Renata Gois Nascimento Soares, 15 anos, conta que precisa organizar sua mesada também na compra de produtos básicos de higiene. "Como eu moro com meus avós, minha mesada serve também para xampu, hidratante e até para a farmácia", conta. A estudante, que mora em Morro do Chapéu, interior da Bahia, acredita que seus R$ 300 mensais não são suficientes para todos os seus gastos.

"Eu sempre fico devendo, porque o dinheiro nunca dá. É sapato, salão de beleza, roupas, festas, dentista, cantina do colégio. Eu pago tudo com a minha mesada", explica Renata. As contas acumuladas já chegaram a R$ 325 na farmácia e a estudante teve que pedir socorro ao pai. "Ele ficou muito bravo", relembra.
Segundo Cerbasi, a saída para fazer com que a mesada renda o mês inteiro é exercitar o hábito de investir, deixando para um segundo plano o consumo compulsivo. "O adolescente tem que estabelecer metas de médio prazo, onde ele consiga adquirir pequenas conquistas que os pais não comprariam", explica.

E investir é a palavra de ordem do estudante Thomas Cordeiro Guedes, 14 anos. "Eu sempre guardo minha mesada, só gasto meu dinheiro quando aparece alguma coisa que realmente valha a pena", conta.

Para os jovens mais compulsivos, vai a dica de Cerbasi: "Seja sempre conservador em suas escolhas e planeje seus gastos em uma planilha, se for o caso." E se você ganhou um cartão de débito e uma conta corrente de seu pai, não se empolgue. "O cartão de débito não mostra o ritmo de consumo, o que pode ser um vilão. O mais prudente é sacar toda semana o tanto exato que se pretende gastar, garantindo assim que a mesada renda o mês inteiro", finaliza.

Dicas para fazer seu dinheiro render mais:
- Deixe sempre uma folga de 10% da sua mesada para gastos inesperados
- Separe o dinheiro em envelopes para cada tipo de consumo
- Tenha metas de médio prazo

Gustavo Cerbasi - consultor financeiro e autor do livro Filhos Inteligentes Enriquecem Sozinhos


Nenhum comentário:

Postar um comentário