Meus amigos

Dicas para evitar golpes online

Os golpes on-line, geralmente iniciados por e-mail, podem ser evitados, se o internauta estiver atento a alguns detalhes importantes. Normalmente, os scammers, como são chamados os golpistas on-line, deixam traços muito claros nos e-mails falsos que mandam.

O procedimento dos golpistas é padronizado. Na maioria das vezes, eles usam o nome de empresas ou instituições famosas e enviam e-mails falsos com ofertas, promoções e vantagens para o internauta. Outras vezes, eles pedem que a vítima se recadastre em algum serviço, para coletar informações confidenciais das pessoas. Atualmente, os scammers chegam até a usar ironia, incluindo avisos de segurança geralmente válidos, que conquistam a confiança dos internautas e tornam os golpes mais fáceis.

Veja a seguir as características mais comuns dos e-mails falsos usados em golpes on-line:

Erros de português e textos fora de formatação
É muito comum encontrar erros crassos de português nos e-mails falsos e ou uma formatação estranha no texto, geralmente em formato HTML. Esses são sinais de que o e-mail, provavelmente, é falso, já que as empresas legítimas tomam cuidado para enviar textos bem escritos e formatados.

URL estranha*
Os golpistas costumam incluir endereços da Web (URLs) nos e-mails falsos para coletar informações das vítimas. Alguns têm o cuidado de criar endereços bem parecidos com os da empresa que usam como disfarce, mas é possível identificar o golpe pela URL estranha. Por exemplo: ao invés de www.nomedobanco.com.br, o link é www.nomedobanco-sp.com.br.

Sites hospedados em serviços de hospedagem gratuita **
Empresas legítimas não hospedam seus sites em serviços gratuitos como HpG, Geocities, Lycos, Kit.Net ou Gratisweb. Portanto, se você receber um e-mail que o direcione para uma página em um desses serviços, desconfie. Normalmente, as empresas possuem seu próprio domínio.

Pedido para enviar o e-mail para "o maior número de pessoas possível"
Os golpistas on-line têm várias maneiras de distribuir seus e-mails falsos e, muitas vezes, pedem para as próprias vítimas divulgarem o golpe, incluindo no e-mail o texto "envie para o maior número de pessoas possível". As empresas que fazem divulgação pela Web usam seus próprios bancos de dados para enviar e-mails e nunca recorrem a esse recurso.

Oferta válida só pela Internet
Há empresas que fazem ofertas válidas apenas pela Internet. Quando essas empresas são legítimas colocam à disposição do internauta algum telefone de contato para atendê-lo. É comum encontrar em golpes, por e-mail, a afirmação de que a promoção ou oferta só é válida pela Internet, numa tentativa de evitar que o internauta entre em contato com a empresa real e descubra que a oferta é um golpe.

Além disso, os internautas devem ficar atentos para as ofertas que incluam o preenchimento de cadastros, entrada em links ou download de algum arquivo. É recomendável ignorar essas ofertas ou entrar em contato com a empresa responsável e verificar se são reais. Tomando esses cuidados, é possível ficar mais seguro e evitar as armadilhas digitais que surgem todos os dias.

*URL (Universal Resource Location ou Uniform resource Locator): É o endereço da página, ou seja, é o responsável por indicar ao navegador que página da Internet o usuário quer visitar, como por exemplo: http://www.serasa.com.br

** Exemplos de endereços fictícios de sites com hospedagem gratuita:
www.empresa.hpg.ig.com
www.empresa.kit.net
www.geocities.com/empresa

Fonte: Serasa (www.serasa.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário