Meus amigos

Homenagem a Pelotas - RS - 199 anos -07-07-2011

Receba Pelotas uma homenagem simples de uma pelotense, que ama sua terra.
Isa Fernandes.
FELIZ ANIVERSÁRIO

A proximidade do Dia das Mães me levou a uma reflexão deveras estranha
Se as cidades tivessem mãe, quem seria a mãe de uma cidade como Pelotas?
Por dias e dias muitas opções percorrem o meu imaginário
Seria a pelota? Aquela embarcação feita de couro que fazia a travessia pelos rios
Seria a Princesa do Sul? Epíteto dado à cidade fazendo referência aos campos do Sul
Seriam as charqueadas? Primeira fonte econômica que se espalhou pelas margens do Arroio Pelotas
Seria a própria colonização? Que iniciou em 1780, formada por agricultores açorianos, fortalecida alguns
anos mais tarde por colônias de imigrantes europeus na região serrana e por estancieiros e seus escravos na região das planícies
Seria a Catedral? A primeira igreja construída em 1813, depois de autorizada à criação da Freguesia de São Francisco de Paula
Seriam as baronesas? Ou seriam as escravas?
Será a arquitetura? Que traz brilho, glamour e elegância para este lugar
Serão as doceiras? Que adoçam com carinho a nossa vida
Muitos poderiam ser considerados criadores desta cidade
A música, a literatura, a arte, a educação.
Hum! Diversos desses elementos simbólicos
Que nos levam a navegar por sua história
A flutuar por sua cultura
A velejar por suas tonalidades
A caminhar por seus sabores
A flanar descobrindo seus aromas
Mas ao analisar a complexidade de Pelotas
Estou para concluir que quase completando seus 200 anos Pelotas é mais mãe do que filha
Podendo ser considerada a mãezona da Zona Sul,
Uma referência da Costa Doce,
Onde sua trajetória passa ser seguida, compartilhada e admirada
Com seu espírito agregador, Pelotas acolhe, cuida e alimenta nossos sonhos
É a porta de entrada para aflorar a esperança
É o caminho para o recomeço
Pouco importa a denominação certa: mãe ou filha
Quando o que ressoa em minha mente e em meu coração neste domingo comemorativo é a musicalidade de Kleiton e Kledir repleta de amor por este lugar...
”Terra de todos meus sonhos
Princesa do Sul bonita,
O meu amor não tem fim,
Como uma rua infinita.
Pelotas minha cidade
Lugar onde eu nasci,
Ando nos braços do mundo,
Mas sempre volto pra ti!”


Creditos: jornal Diário Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário