Meus amigos

Saiba como defender as informações do seu pc



A internet não é uma rede segura, ou seja, seus principais serviços não oferecem nenhum grau de privacidade.


À primeira vista, esconder e-mails, bate-papos e o histórico de navegação pode parecer coisa de gente paranóica, mas não é bem assim. Afinal, você gostaria de ter seu telefone grampeado, mesmo que só o utilize para banalidades? Além disso, no mundo empresarial a proteção de informações é fundamental.

Tomando algumas medidas, é possível resguardar, com bom nível de segurança, quase tudo o que está gravado no PC, bem como proteger os dados que entram e saem da máquina via rede.

A primeira medida é tornar a sua navegação particular. Isso pode ser feito com o programa JAP, que é gratuito (http://anon.inf.tu-dresden.de/index_en.html). Ao instalar o acessório, certifique-se de que o seu navegador esteja fechado.

O JAP configura automaticamente o Internet Explorer. Se você usa o Firefox, clique em Ferramentas, Opções e Geral e aperte o botão Proxy. Na janela exibida, assinale o item Usar servidores proxy e digite, no campo HTTP, a palavra localhost. Para completar, digite o número 4001 no campo Porta e marque a opção Usar o mesmo proxy para todos os protocolos.

Tráfego protegido

Para navegar, é preciso que o JAP esteja aberto e conectado --basta ativar o item Activate anonymous web access. Todo o tráfego de informações via navegador será protegido, mas, como os dados são codificados várias vezes e passam por vários servidores, a navegação fica consideravelmente lenta.

Por isso, nem sempre é possível usar o JAP constantemente. Para navegar sem ele, é preciso desfazer uma configuração. No Firefox, aperte o botão Proxy e escolha Conectar-se diretamente. No Internet Explorer, clique em Ferramentas e Opções da Internet e abra a guia Conexões. Selecione a sua, aperte Configurações e desmarque, na janela exibida, o item Usar um servidor proxy.

 Proteger a navegação não é suficiente. Também é preciso reforçar vários outros softwares. Isso quase sempre pode ser feito de graça, mas também existe um pacote completo que promete codificar navegação, e-mails e chats, com a vantagem de bloquear spam --mensagens comerciais não solicitadas-- e faixas publicitárias contidas em sites. 

É o Total Net Shield (http://www.anonymizer.com/totalnetshield%29, que custa US$ 29,95 por trimestre ou US$ 99,95 anuais.

Faça o que fizer, não permita que estranhos tenham acesso ao seu micro, seja fisicamente ou seja por meio de internet. Do contrário, eles podem instalar um keylogger ou um trojan --respectivamente, um periférico que grava tudo o que é digitado e um programa parasita que monitora o uso do PC e pode roubar informações críticas.

Programas parasitas

O spyware é um problema crescente para quem usa sistema Windows. Trata-se de uma classe de programas que podem violar a sua privacidade e normalmente vêm embutidos em outros softwares. Alguns spywares só bombardeiam o PC com anúncios, mas outros gravam a navegação.

A situação é tão grave que, nos Estados Unidos, o procurador estadual Eliot Spitzer, famoso por ter investigado casos de irregularidades financeiras em Wall Street, elegeu o spyware como seu próximo alvo e está processando a empresa Intermix, que acusa de distribuir programas parasitas.
Um ótimo programa para combater essa praga é o Microsoft AntiSpyware (www.microsoft.com/athome/
security/spyware/software/default.mspx), que é compatível com Windows 2000 e XP.

Ele oferece proteção em tempo real, ou seja, detecta problemas antes da instalação do spyware.
Além disso, o AntiSpyware traz um recurso que apaga os rastros de utilização de mais de 20 programas. Para acioná-lo, clique em Advanced Tools e Tracks Eraser.
Phishing

Tome cuidado, também, com o phishing. É um golpe virtual que tenta induzir a vítima a digitar informações sensíveis, como senhas bancárias, ou a instalar arquivos com vírus.

A melhor maneira de evitar o phishing é ter atenção. Não clique em links de e-mails de procedência desconhecida.

Se você usa o Outlook Express, uma medida simples pode revelar e-mails que contêm os tipos mais simples de phishing. Abra um deles e passe o mouse sobre o link. Veja, na parte inferior da tela, o endereço exibido. Se esse endereço for diferente daquele escrito no corpo do e-mail, há indícios de trapaça.

Dicas para evitar virus

Esta é uma recomendação de um antivírus simples de um Diretor Técnico da HP, publicada recentemente.
Este truque é realmente engenhoso pela sua simplicidade.
Quando um vírus entra no seu computador, ele se encaminha diretamente ao seu livro de endereços, e envia-se a si mesmo para todas as direções que alí encontra, infectando assim todos os seus contactos.

Então experimente usar a seguinte técnica:

1- Abra a sua agenda de contactos e faça um "click" em "novo contato", como se estivesse adicionando um contato novo.

2- Na janela onde escreverá o novo nome, ponha "A A A A". (Ou qualquer outro nome com vários "As" no início para ter certeza de que que será o primeiro contato da sua lista) (Eu uso AAALERTA DE VÍRUS!!!!)

3- Crie uma endereço de e-mail falso como por exemplo: aaaaaaaaa@aaaaa.com

Explicando :

Desta forma o nome designado como A A A A, com o endereço acima, ficará como a entrada n° 1 da sua agenda.
Será ali que os vírus começarão o seu esforço para se autoenviarem a todos os outros contatos relacionados por ordem alfabética da sua agenda.


Quando a primeira tentativa falha (coisa que se sucederá por causa da falso endereço), o vírus não continua e os componentes da agenda não serão infectados.
Além disto, a segunda vantagem deste método, é que, se um e-mail contaminado não pode ser entregue, será notificado na sua caixa de e-mail quase imediatamente.
Portanto, ao receber um aviso que diz que uma mensagem sua para "AAAA" não pôde ser entregue, saberá de forma rápida que tem um vírus instalado no seu computador.
Se todos nós usássemos este sistema tão simples, e até banal, os atuais virus não poderiam

Nenhum comentário:

Postar um comentário