Meus amigos

Jantar Americano (Self-Service)



Receber mais de oito pessoas para um jantar é praticamente impossível para quem vive em apartamentos de living conjugado com a sala de jantar, onde o espaço destinado à mesa é reduzido. Além disso, servir dez ou doze pessoas requer o auxílio de um garçom treinado, o que nem sempre é fácil de se obter.

O jantar americano é, como o próprio nome indica, uma invenção informal dos nossos práticos vizinhos, hoje universalmente adotada. Em princípio, você precisa ter apenas uma mesa que poderá ser substituída pelo aparador de sua sala de jantar. Nela serão colocados, na ordem de utilização:

Guardanapos
Pratos para o serviço
Alimentos frios
Alimentos quentes
Saladas (se for o caso)
Pão
Talheres

As bebidas e os copos ficarão numa mesa auxiliar, onde todos se servirão, quando o desejarem.

O convidado encontrará sobre a mesa (que está encostada à parede), numa ordem funcional, guardanapo e os diversos itens do serviço, tudo devidamente alinhado de maneira a que, quando atingir a extremidade oposta, já se tenha servido de tudo, podendo, então sentar-se para saborear a refeição.

Se os convidados forem muitos, coloque a mesa no centro da sala e duplique o serviço, ou seja, reproduza, do outro lado da mesa, arrumação idêntica (guardanapos, pratos, etc.), com o que duas pessoas poderão servir-se simultaneamente.
Não aconselhamos, em jantares americanos, alimentos que necessitem ser cortados, pois, em geral, não há muito lugar para colocar o prato e os talheres enquanto se faz isso, e cortar a carne vai requerer de seus convidados verdadeiros prodígios de equilíbrio. Cuidado, então, ao planejar o cardápio: um strogonoff ou um salpicão de galinha são bem mais indicados do que um rosbife.

Nenhum comentário:

Postar um comentário