Meus amigos

Gatos (meus preferidos)

O gato é extremamente limpo e fácil de educar, mas para isso é preciso deixar sempre ao seu alcance uma bandeja sanitária limpa e forrada com granulado sanitário. Evitar areia, que pode estar contaminada ou serragem, que gruda no pelo do animal. Caso o gato não utilize a bandeja sanitária, procure o motivo:


A bandeja pode estar suja.
A bandeja pode estar em lugar pouco apropriado (onde passem pessoas estranhas, lugares muito movimentados ou onde exista algum objeto ou ruído que ele tenha medo).

Nunca esfregue o focinho do gato nos excrementos. O gato identifica a bandeja sanitária e então só tenderá a associar o local errado mais fortemente como "banheiro". Fale com o gato em tom zangado sem exageros e limpe muito bem o local com álcool canforado ou vinagre para eliminar o cheiro.
Caso o gatinho seja recém-chegado, não zangue com ele: limpe bem o local, mas antes, com papel absorvente, recolha o material e coloque no lugar certo, pois o cheiro vai atraí-lo para a bandeja. Mostre ao gatinho a bandeja e se notar que ele vai novamente usar o local errado, coloque-o na bandeja "durante o processo". Ele logo vai perceber. Não bata no gato. Repreensão e tapinhas dados com pouca força surtem mais efeito. Não se esqueça de elogiar bastante quando ele fizer certo.O gato gosta e precisa afiar as unhas. Para poupar o seu sofá, ofereça a ele substitutos: afiadores em tecido grosso ou carpete, cesta de palha, tocos de madeira enrolados em cordas, ou se você preferir algo mais estético, se o objeto for ficar na sala, há arranhadores vendidos em lojas de animais, o que é bem mais prático. O arranhar tem também uma função social e os gatos fazem questão de usar em lugares bem evidentes.

O gato deve ser penteado diariamente. É muito importante para retira pêlos mortos e pelo controle de pulgas.

Os ouvidos devem ser limpos com cotonetes e os olhos com algodão embebido em água filtrada ou soro fisiológico (não usar água boricada). 

Gatos Alimentação

Somente utilizar rações específicas para gatos. O gato deve ter sempre água a disposição, principalmente se ele consumir ração seca. Não dê comida caseira aos gatos, pois esta pode conter alguns ingredientes prejudiciais à saúde do felino.

O gato é exclusivamente carnívoro. Sua refeição só pode conter no máximo 30% de vegetais ou amido(arroz, pão, batata). A carne de vaca ou frango pode ser servida crua, mas, nesse caso, é aconselhável que já tenha sido congelada, para evitar possíveis contaminações. Peixe ou sardinha só podem ser servidos cozidos. Abster-se de oferecer carne de porco. Evitar dar constantemente vísceras (coração, fígado, bofe, rim), pois tem alto teor de magnésio e no caso do fígado pode causar hipervitaminose de vitamina A.

O gato pode beber leite (é dispensável para gatos adultos). Alguns gatos gostam muito. Caso o leite "solte" o intestino do animal, prepare mingau com maisena ou creme de arroz ou aveia em flocos finos. Não utilize outros cereais infantis, pois contém açúcar. Se o animal continuar com diarréia e esta não for causada por verminose ou não for encontrada outra explicação, tente cortar o leite, pois alguns gatos adultos tem intolerância digestiva à lactose. Pode ser oferecido creme de leite ou requeijão.

Não dê ao gato açúcar, amido em demasia ou clara de ovo crua (a clara tem uma enzima prejudicial aos gatos), entretanto gema de ovo pode ser ocasionalmente acrescentada, crua ou cozida, ao leite ou à comida.

Evitar dar guloseimas em demasia. O gato não deve perder o apetite para consumir sua própria comida (que é infinitamente mais saudável) ou, se ele comer suas refeições normais, evitar obesidade, problema que pode ser muito grave em gatos. Caso as crianças achem bonitinho, podem dar ao animal pedacinhos mínimos, quando ele pedir : pão, pão com manteiga, queijo, requeijão, pedacinhos de carne. Nunca dar comidas muito temperadas ou ossos. Entretanto o melhor é que este comportamento seja exceção, nunca um hábito. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário