Meus amigos

Emprego, como procurar (Dicas)


Alguns diferenciais

Dominar a língua inglesa já não é diferencial. É imprescindível. Se dominar espanhol, italiano ou alemão então, sim, já é um diferencial.


Mestrado ou doutorado pode ser um diferencial, mas não um requisito necessário. Profissionais com esse perfil tendem mais aos bancos escolares. O mercado deseja alguém mais voltado para aplicações práticas e ação.


MBA (Master in Business Administration) já faz aquela diferença. Principalmente se for de Harvard. Pós-graduação também é diferencial, mas depende da demanda do mercado para a área específica.


Vivência no exterior conta ponto. E se já atuou no competitivo mercado americano tem emprego certo.


A atuação na Internet exige o domínio da linguagem HTML. Mas aqueles que se dedicam a construção de páginas na Internet devem dominar os softwares Dreamweaver, Flash, Fireworks, Corel e PhotoShop. O diferencial estará no domínio do hardware Macintosh e também de software para construção de publicações ou peças gráficas impressas, como o QuarkXPress ou o PageMaker. Esse profissional completo está na mira das agências de publicidade.


Experiência demonstrando resultados pode substituir o diploma.

A Internet

A Internet facilitou bastante o processo de procura de emprego. Hoje existem boas agências de emprego prestando serviços na rede. Estivemos presentes em uma delas, a Catho (por intermédio deste articulador do Jornal dos Amigos) para saber sobre a demanda pelo cargo de Gerente de Conteúdo de Portais. Essa posição não existia na época, mas hoje é uma realidade.

Planeje sua carreira

Em primeiro lugar você deve estar em sintonia com seu plano de vida. Quem você pretende ser daqui a 5, 10, 15 e 20 anos?

Você quer ganhar muito dinheiro, ser rico? Sinta que hoje em dia muita gente passa pelo seguinte dilema: ser um empregado ou autônomo feliz para o resto da vida ou ser um executivo de uma grande empresa bem pago e infeliz?

De qualquer forma, se você for ao mercado como empregado saiba que:

O empresário não é um filantropo. Ele tem a empresa para dar lucro. Se você não vier para ser uma peça da engrenagem para resultados, esqueça...
Tenha uma meta profissional. Um passo a passo aonde você quer chegar.
Defina suas habilidades, suas competências e escolha em qual mercado você pretende se inserir. Mas lembre-se: é importante você se sentir bem naquilo que faz.
Identifique o alvo, isto é, empresas ou organizações importantes para você. Hoje existe o terceiro setor, as ONG's, que embora não tenham fins lucrativos necessitam de profissionais para cumprir suas missões.
Nessa identificação, procure saber tudo sobre a organização. Se você é de nível superior (administrador, economista, contador), o último balanço patrimonial. Você saberá se vale a pena investir seu talento na empresa e já chegará na entrevista com sugestões.
Relacionamentos com profissionais do ramo que lhe interessa é fundamental. Você obterá informações atualizadas para sua decisão.
Faça adaptações em seu currículo direcionado para a empresa que você quer. É diferente você dar ênfase para o que você sabe e gosta para o que a empresa necessita. Não minta porque a mentira tem perna curta. Se lhe falta competência em conhecimentos, volte aos bancos escolares.

Entrevista

Antes da entrevista, apronte o seguinte:

A empresa
Informe-se bastante sobre a empresa que você está interessado. Se for uma S/A, os dados (portfólio e balanço) você encontra na Bolsa de Valores. Já uma Ltda., consulte os seus fornecedores, empresas terceirizadas contratadas ou use sua imaginação conhecendo alguém que trabalhe nela.

Agenda
Confirme a data, hora, endereço e o nome da pessoa que irá entrevistá-lo. Verifique como irá chegar ao local de entrevista. Você deve comparecer com pelo menos 15 minutos de antecedência.

Traje
Verifique com antecedência a roupa que você vai usar. Deve estar limpa e bem passada.
Homens: terno escuro (de preferência), camisa branca ou azul claro, gravata conservadora, sapatos impecáveis, cabelo cortado, barba feita e uma pasta executiva de qualidade (caso seja para um cargo de peso).
Mulheres: Usar o mínimo de jóias, maquiagem discreta, conjunto de saia, perfume discreto e uma pasta executiva de qualidade (caso seja para um cargo de peso).
Nota: Cientistas, professores e artistas usam, geralmente, traje informal. Vale o bom senso.

Simulação
Simule uma entrevista com um amigo. Caso contrário, dê uma de doido(a): pratique em frente ao espelho fazendo hora o entrevistador e hora o entrevistado. Use um gravador.

A entrevista
Revise com antecedência os pontos fracos de seu currículo. Prepare-se para explicar muito bem todos os aspectos dos resultados que você obteve.
Concentre-se antes de entrar na sala de entrevista. Entre confiante. Dê um firme aperto de mão, sente-se e encare o entrevistador (treine isso antes). Mantenha os pés firmes no chão, o tronco ligeiramente para frente, a cabeça para o alto de as mãos inativas. Nada de tique nervoso.
Quanto ao valor do salário, quando lhe perguntarem, informe o último que você ganhou. Mostre flexibilidade para negociação. Lembre-se que o empregador quer pagar o mínimo e você quer ganhar o máximo.

Entrevista 2

Falar em excesso é dar bom dia a cachorro e compromete o bom desempenho. Seja específico nas respostas. Mas se não entender a pergunta, peça para repeti-la ou explicar melhor. Evite fornecer informações negativas.

Mostre com ênfase as suas qualificações, as suas experiências, habilidades e realizações. É ponto certo. Mas não tente mentir, pois o entrevistador é um profissional e descobrirá. Pode ter certeza qua sua imagem estará arruinada no mercado.

Procure uma oportunidade para também fazer perguntas. Indague sobre as responsabilidades e potencial de carreira. Demonstre o seu real interesse em crescer junto com a empresa.

No início da entrevista, se não for direta, fale sobre economia, o trânsito ou o clima. Nunca comente política ou religião. Jamais fale mal de seu último empregador.
Deixe que o entrevistador encerre a entrevista. E boa performance... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário