Meus amigos

De onde vem o leite materno?

É possível engravidar amamentando?

A amamentação (se estiver sendo realizada com uma freqüência de três em três horas) é, de um modo geral, uma situação de prevenção de uma eventual nova gestação. Porém, existe um pequeno percentual de mulheres que, mesmo amamentando, acaba ovulando. Aí pode ocorrer a fertilização deste óvulo se houver relação sexual.

Por isso, recomenda-se que pacientes, mesmo amamentando, façam uso de algum outro método anticoncepcional - seja ele pílula só à base de progesterona, o DIU ou pelo menos o uso da camisinha.

 De onde vem o leite materno?
Como ocorre a produção de leite? Só as mulheres que tiveram filho há pouco tempo podem produzí-lo?

O leite materno é produzido pela liberação de um hormônio pela hipófise (glândula existente na cabeça), chamado de prolactina.

Após o parto, a hipófise produz grande quantidade de prolactina, estimulada pela sucção do mamilo pelo recém-nascido.

Esse hormônio pode estar aumentado em situações que não sejam do pós-parto, com conseqüente produção de leite, como em tumores de hipófise ou o uso pela paciente de medicações pscicotrópicas (calmantes ou antidepressivos).

Nessas situações está indicada a cirurgia da hipófise (nos casos de tumor) ou o uso de medicações específicas quando decorrentes das outras causas.

O que fazer quando esquecer a pílula?
Quando se esquece de tomar uma pílula e neste mesmo dia você tem relação sexual, é possível ocorrer gravidez? Tem algum risco se eu tiver relação até o final da cartela? E no início da nova cartela? Já pode ter relação sem o uso da camisinha?

Se você esquece de tomar uma pílula da cartela, tome-a assim que se lembrar. Mas isso só vale até no máximo um dia depois. Se passar mais tempo, não dá. A coisa se complica: há risco de engravidar. Aí é o caso de aliar outro método para evitar a gravidez: a camisinha (aliás, a gente deve usar camisinha SEMPRE, por causa das doenças sexualmente transmissíveis).

Vale dizer: cada pílula é de um jeito, mas, em geral, essas são as regras para a maioria delas. Quanto ao recomeço da nova cartela, é importante seguir as recomendações do fabricante (leia a bula!!!) para verificar direitinho em que momento a relação sexual se torna livre do risco de gravidez.

Uma dica: para não esquecer, procure ingerir as pílulas sempre no mesmo horário. Por exemplo, antes de dormir ou na hora do almoço. Tomar o medicamento sempre na mesma hora é, aliás, uma maneira de garantir uma maior eficácia do método.

Outra dica: vá ao ginecologista para que ele avalie quais os métodos mais indicados para o seu caso. Há pessoas que se dão bem com o anticoncepcional injetável, que geralmente é aplicado 1 vez por mês ou a cada três meses. Essa pode ser uma maneira alternativa e interessante para quem vive esquecendo a pílula.

Mas... repito: é importante ouvir o ginecologista. Cada caso é um caso e ninguém melhor do que seu médico para avaliar o que é melhor para você. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário